23 de dezembro de 2015
DEMEL

 

image

 

Demel é uma famosa confeitaria e chocolateria de Viena fundada em 1786. Ela ganhou o título, pela qual é conhecida até hoje, de “Provedor para Império e Corte Real” (K.u.k. Hofzuckerbäcker).
Esta situada num belíssimo edifício de 3 andares com um interior todo decorado em estilo neo-barroco onde funciona desde 1888.
A casa é passagem obrigatória para quem passa por Viena e degustar os doces e chocolates produzidos ali é obrigação. Eu mesmo não resisti um Apfelstrudel.

 

image

image


image

 

image

 

image

 




23 de dezembro de 2015
CAFE SACHER

 

Sacher p&r

 

A “Original Sacher-Torte” é o mais famoso bolo de chocolate do mundo e a sua receita é mantida em segredo desde 1832. Segundo a casa, o segredo está na produção própria do chocolate, base para o famoso bolo. Depois de uma disputa legal, em 1862 a Sacher ganhou o direito de que somente os bolos produzidos por eles podem ser chamados de “Original”.
Com toda esta história não pude deixar de passar por lá e é claro que pedi a famosa Original Sacher-Torte. De fato é muito bom mesmo, mas não sei dizer se justifica o título de melhor do mundo. Aliás, nem sei dizer qual é o melhor bolo de chocolate do mundo. Mas é muito bom sim e vale muito a pena degusta-lo. E pra acompanhar ainda pedi um Hot Chocolate Sacher, que é refinado com o Original Sacher Liqueur. Fantástico! O melhor Hot Chocolate que já provei.

 

Sacher pratos & rolhas image

 




22 de dezembro de 2015
WEIBELS WIRTSHAUS – VIENA

 

Rest austria

Restaurante especializado em comida austríaca. Já que estamos em Viena, vamos prestigiar os sabores locais. Embora nem todo o pedido tenha sido regional, já que eu pedi Beef Tartar de entrada, cumpri as tradições no prato principal e na sobremesa. Como prato principal foi um “Filet of beef with peppersauce and lyonnaise-potatoes” e a sobremesa um “Kaisershmarren: sugarred pancake with braised plums”. O prato estava bom, mas não se trata de nada especial. Já a sobremesa muito boa! Valeu a experiência de um restaurante regional.

 

Rest p&r image
image




22 de dezembro de 2015
HEINRICH GABARINZA 2012 – BURGENLAND

 

Austria pratos e rolhas

 

Burgenland é a 2ª maior região produtora de vinhos da Áustria. Fica na fronteira da Hungria. Esta região é conhecida por produzir bons vinhos doces e alguns bons tintos. Os vinho doces, ou os Ausbruch são na sua grande maioria produzidos por uvas infectadas por Botrytis cinérea, igualmente aos seus vizinhos húngaros que fazem da mesma forma com a Tokaji Aszú e são um verdadeiro sucesso. Uvas como a welschriesling, chardonnay, traminer, scheurebe, entre outras são usadas nos vinhos doces desta região. Já para os tintos a uva predominante da região é a blaufränkisch. As outras 2 uvas da Burgenland para os tintos é a zweigelt e st. laurent, sendo que a zweigelt é um cruzamento entre ablaufränkisch e a st. laurent. Há também outras uvas internacionais que são usadas para corte. Este aqui que eu degustei é 40% Zweigelt, 30% Blaufränkisch e 30% Merlot. Um vinho intenso nos aromas de frutas vermelhas com toques spicy. A sua evolução trouxe também toques de baunilha. Harmônico e estruturado.

Sabe qual é a impressão que ficou pra mim dos vinhos da Burgenland? Cabernet franc cruzado com syrah, cruzado com malbec. Entendeu?

Detalhe: a rolha nunca tinha visto antes!

Austria p&r

 




21 de dezembro de 2015
CORTIINA BAR MUNICH

 

CORTIINA pratos & rolhas

 

Foi neste bar que fiz a melhor refeição na Alemanha. Um menu com poucas opção para comer e muuuitas opções para beber. Os cocktails são especiais, muitos são criações da casa, e a carta de vinhos excelente. Um bar, ou melhor, um lounge com música pop num quase ritmo de balada. Os lugares de intercalam entre mesas e sofás além do clássico balcão. Pedi um Morrito que tinha cores diferentes pelas bebidas que foram incorporadas além daquelas clássicas que um Morrito leva e também tinha gengibre. Também pedi um prato que me surpreendeu. Um Sockeye Lachs (salmão japonês) com Saisonelles Gemüse (legumes da estação). Além do salmão muito bem preparado (frito e na sequência levado ao forno) os legumes estavam fantásticos. É por isso me surpreendi, pois não curto muito legumes. Na verdade, era um Ratatouille (me senti o próprio Anton Ego). E pra terminar ainda degustei um Crumble que estava simplesmente maravilhoso. O melhor que já comi. Esta casa foi eleita pela revista Vogue e pela Manager Magazine como o melhor bar de Munique. Posso dizer que os caras destas revistas entendem do negócio!