28 de março de 2015
DEGUSTAÇÃO – PORTUGAL, BRASIL E ALEMANHA

IMG_9246

PERA MANCA BRANCO 2012

O Pêra-Manca branco foi produzido pela primeira vez em 1990 e é a marca que a Adega Cartuxa destina aos seus vinhos especiais. Produzido a partir de uma seleção das castas Antão Vaz e Arinto. A safra 2012 tem aroma frutado com notas minerais e de mel. Bastante frescor e boa acidez com um final persistente. Sempre uma boa opção!

 

COLLECTOR BLANC DE NOIR 2013

Este espumante de Campos de Cima da Serra com 100% de Pinot Noir é uma grata surpresa. Elegante na perlage e de ótima acidez. No nariz aromas de amêndoas e de fermento. No boca tem frescor e também um final mineral persistente. Harmônica e bem balanceada. Uma ótima opção! Orgulho do nosso Brasil e da enóloga Paula Guerra Schenato.

 

WEINHOF SCHEU PINOT NOIR 2009

Spätburgunder (SHPAYT-bur-GUHN-der). Este e o nome para o pinot noir alemão. Mas, a verdade é que a maioria das pessoas se quer sabe que a Alemanha produz vinhos tintos e muito mesmo que produz Pinot Noir. De fato, é muito difícil acha-los nas wine shops e são muito pouco divulgados. Mesmos em restaurantes alemães eles são raros, mas a realidade é que os spätburgunders existem e são de boa qualidade. O WEINHOF SCHEU PINOT NOIR 2009 é um vinho de média intensidade com aroma floral, de cereja e um pouco terroso. Na boca a presença de frutas vermelhas, cereja e toques minerais. De médio corpo com tatinos leves. Vale a experiência de degustar um spätburgunder.




21 de março de 2015
MIYA RESTAUTANTE

 

image

O Miya continua entre os meus restaurantes preferidos de São Paulo. Aqui mesmo já escrevi outras 2 vezes sobre e nesta minha última  passagem não podia deixar de registrar novamente. Desta vez a opção foi pelo menu degustação, que foi preparado pelo sempre excelente chef Flavio Miyamura sob a demanda da competente sommelier Gabriela Bigarelli, que em posse dos vinhos selecionados montou a harmonização com os pratos. Tudo perfeito! Pratos e harmonização.

O Menu:

Começamos com o Terrine de Foie Gras com Doce de Leite e na sequência Tempurá de Lula com Confit de Tomate e Limão Siciliano. Ambos harmonizados com um Spier Creative Block 2013, Sauvignon Blanc – Sémillon sul africano. Os sabores do doce de leite com o foie são surpreendentemente complementares e este conjunto forma um prato leve. A lula saborosíssima! E pra fechar, o Spier Criative Block harmonizou perfeitamente complementando e valorizando os sabores dos pratos.

Dando continuidade ao menu que já havia começado também, degustamos um Atum com Algas e Maionese de Wassabi e Tortilha e também um Arroz de Pato com Endamame. A combinação do atum estava simplesmente maravilhosa e o arroz de pato muito cremoso. Ambos muito bem preparados pelo chef que mostrou nestes 2 pratos grande técnica. Aliás o Atum foi o ponto alto do menu. Este fusion nipo-mexicano de fato agradou muito. E na harmonização um  Miraval Provence 2012. Um rosé premiado e produzido por gente famosa, mas estes detalhes ficam para um outro post. O Miraval foi um vinho que surpreendeu e trouxe um frescor e sabores na boca que complementou os sabores do atum e quebrou a gordura do pato. Demais!!!

E pra finalizar o menu, Costela de Boi Braseada com Daikon e Batata Doce e Barriga de Porco com Purê de Castanhas Potuguesas. Ambos pratos com carne bastante macia e cheia de sabores. O conjunto da carne com os ingradientes doces nestes pratos formam sabores bem marcantes. Quanto aos vinhos, a costela foi harmonizada com um Bordeaux Claremdelle 2005 e a barriga comum Brunello Di Montalcino Col D’Orcia 2005. Bons vinhos, bons pratos e ótima harmonização.

image

 

Encerrando os “trabalhos”, ainda degustamos uma torta de amêndoas com geleia de morango harmonizado com um Sauternes. Um grande final. Ah! E ainda uma pipoca caramelizada pra acompanhar o chazinho de hortelã.

 

image

 

Ótima experiência e parabéns aos mestres, ao chef Flavio Miyamura e a sommelier Gabriela Bigarelli que construíram este menu com mastreia.




21 de março de 2015
COLLECTOR BLANC DE NOIR 2013 – ARACURI

 

image

Este espumante de Campos de Cima da Serra com 100% de Pinot Noir é uma grata surpresa. Elegante na perlage e de ótima acidez. No nariz aromas de amêndoas e de fermento. No boca tem frescor e também um final mineral persistente. Harmônica e bem balanceada. Uma ótima opção! Orgulho do nosso Brasil e da enóloga Paula Guerra Schenato.




30 de janeiro de 2015
TRANCOSO – GASTRONOMIA

Com certeza, Trancoso está entre os grandes centros gastronômicos do litoral baiano. Boa comida e ambiente aconchegante estão entre as características de destaque do local onde a criatividade se une a tradição para formar a gastronomia desta cidade.

 

 

Divino’s

Unknown

Comandado pelo chef Umberto Rocca, um nome de destaque na gastronomia italiana e tem no curriculum a elaboração de pratos que agradaram celebridades como Giorgio Armani e Robert De Niro. É marcado por uma gastronomia italiana com toques mediterrâneos e locais. Não possui um cardápio diversificado, mas os pratos preparados são muito bem elaborados, com ótimo sabores e muito boa apresentação. Local bem agradável e requintado. $$$$$

IMG_2508

 

 

La Cevicheria

1510397_237606586406204_2028004955_n

O Peru tem se destacado na gastronomia mundial e assim posso dizer que mandaram o seu representante para Trancoso. E, na minha opinião, o Peru está muito bem representado pelo chef amável chef Brict Perez. No cardápio encontramos saltados, chaufas, causas, anticuchos e os tradicionalíssimos ceciche. A gastronomia fusion é destaque aqui. Peru, Japão, Espanha, Brasil… Imperdível! Coloco está casa entre as dois principais destaques gastronômicos de Trancoso. Local simples e aconchegante e que tem como destaque, além da gastronomia, a simpatia e flexibilidade do chef. $$

IMG_2510

 

 

Cacau

IMG_0158

Um restaurante que valoriza a gastronomia local, ou ainda, as raízes baianas. E esta valorização está tanto no cardápio quanto no atendimento, já que ali é tudo 100% baiano. Muito peixe, pimenta, frutos do mar … Os pratos muito bem elaborados e boa diversificação. Como entrada o destaque é o couvert, que pode ser descrito como um “festival de bolinhos”. Tem de peixe, de macaxeira, de abóbora, de frango… Vale a experiência dos bolinhos! Local simpático e aconchegante. $$$$

 

IMG_2513

 

 

 

Thaicoso

 

IMG_0152

Com apenas um ano de atividade este pequeno restaurante é sem dúvida destaque na gastronomia de Trancoso. Recebe menos de 20 pessoas por noite para servir os seus pratos, que são pré-definidos e as opções limitadas a esta definição que variam entre 3 a 4 opções formando um cardápio bem compacto. A linha mestre aqui é o fusion: Thai e Baiano. O Peixe assado no molho de maracujá e leite de cocô com arroz de jasmim é fantástico. E os pratos sempre trazem muito condimento Thai. Local intimista e bem simpático com uma cozinha criativa. Assim como a La Cevicheria está entre os principais restaurantes de Trancoso, ou melhor, estes 2 restaurantes são os 2 melhores da cidade. $$

 

IMG_2515

 

 

Capim Santo

 

IMG_0161

Está entre os mais antigos e seletos restaurantes de Trancoso. Está em atividade desde 1985 e apresenta uma cozinha clássica com fortes toques brasileiros. A Chef Morena Leite, proprietária da casa, é conhecida nacionalmente e ficou famosa pela sua qualidade. O local é rústico e aconchegante e as suas mesas são bem disputadas. É uma marca da gastronomia da cidade e também brasileira. $$$$

 

IMG_2511

 

 

 

A Creperia

 

IMG_0150

Serve crepes originalmente franceses com massa de trigo sarraceno para os crepes salgados e farinha de trigo tradicional na massa dos crepes doces, seguindo a risca a tradição da Bretanha. Só falta a Cidra pra ficar 100%. Inclusive a chef é francesa e arrisca as suas palavras em português. Boa pedida. $

 

 IMG_2516

 

 

 

Villas de Trancoso

 

IMG_0144

Restaurante contemporâneo com cardápio bem diversificado. Fica em uma das pousadas mais sofisticadas da cidade e possui uma boa carta de vinhos. Na minha opinião, a melhor da cidade. Local charmoso que tem as suas mesas ao redor da piscina e formam um ambiente bem praiano. $$$

IMG_2509

 

 

 

 

Casa da Sissi

 

A Sissi é uma gaúcha que foi parar lá em Trancoso e que domina a arte de fazer brigadeiros . Aliás, esta é a frase que ela estampa com orgulho: “brigadeiro com arte”. O rol de brigadeiros é bem amplo e bem criativo. Além dos tradicionais, tem de nozes, tapioca, morango, uva, de café (Muito bom), de chimarrão (Claro! Estamos falando de uma gaúcha) entre muito outros. Parada obrigatória para degustar estas delícias.

IMG_0162

 

 

 

 




22 de janeiro de 2015
JACU BIRD COFFEE
Categorias: Café, Degustação

image

 
Não sou um bebedor de café, mas não resisti à tentação de provar o café super premium Jacu Bird Coffee. Se pensar muito no processo não dá coragem de degustar, mas como sempre estou aberto à estas novas experiências, degustei.
O processo: o Jacu, pássaro que se alimenta de grande quantidade de grãos de café, seleciona no proprio pé os grãos as serem digeridos. Uma vez alimentado pelos melhores frutos, o Jacu elimina através das fezes os grãos ao pé das árvores, que são colhidos manualmente pelo pessoal da fazenda, sendo secos, limpos e torrados para consumo.
Me lembrei do Jack Nicholson e Morgan Freeman chorando de rir quando descobriram este processo em The Bucket List (Antes de Partir).
Quanto aos sabores e aromas, não sou especialista neste assunto, mas posso dizer que é bem suave com acidez presente. Achei bem leve. Eu que não tenho o café entre as minhas preferências o tomei bem fácil.