1 de setembro de 2013
FESTIM DA LAGOATA – TIRADENTES

O Festim da Lagosta, foi uma evento realizado pela Pousada Pequena Tiradentes dentro da programação do Festival de Cultura e Gastronomia da cidade. O evento foi realizado com bastante requinte e exclusividade e foi a sua primeira edição. Um evento exclusivo, que trouxe para Minas Gerais os ares e sabores mediterrâneos. Em uma tarde saborosa, orquestrada pelo chef Rodrigo Zarife, os convidados puderam desvendar a riqueza de paladares dos frutos do mar.

20130901-091551.jpg

O Festim contou com uma mesa de ostras, alias belas ostras, e outra mesa de antepastos como entradas, sendo que entre os antepastos o queijo duro com mel trunfado estava fantástico. As lagostas foram grelhadas e servidas nas mesas em braseiros que as mantinham aquecidas. Juntos com as lagostas também foram servidos camarões grandes que foram grelhados da mesma forma. Os acompanhamentos foram salada de folhas, pupunha grelhada, batatas com alecrim além de alguns molhos.

20130901-090942.jpg

Para beber, a seleção foi pelos espumantes branco e rose da Foss Maray. A Roös é um espumante rosè com aromas predominantes de frutas vermelhas e abricó que possui boa perlage. A Brut é caracterizado por um delicado bouquet de frutas amarelas e flores do campo, com notas de pimentão verde. Harmonizou bem com os pratos do Festim.




1 de setembro de 2013
PACCO & BACCO – TIRADENTES

20130901-030045.jpg

O restaurante e winebar Pacco & Bacco fica localizado na requintada e charmosa rua Direita. A casa é moderna e trás no cardápio influencias francesas. Possui uma boa carta de vinhos e, principalmente, acessíveis. É possível tomar bons vinhos a preços bem justos. O serviço bastante gentil e sempre preocupado com o seu conforto. Comecei com um Cappucino de Cogumelos Paris. Bastante saboroso e o azeite de trufas tão o toque especial. Continuei nos cogulemos na entrada, que foram servidos juntos ao um consumé e também um ovo perfeito. Bons sabores e boa harmonização. Por fim um Carré de Cordeiro. Bem macio e no ponto que deve ser servido. Boa comida por um bom custo beneficio.

20130901-025448.jpg

O vinho para harmonizar tudo isso foi um Cabernet Sauvignon Californiano. Particularmente, gosto dos Cabernets californianos. Sempre encorpados e intensos e o Bogle 2009 não é diferente. Aromas de cereja e baunilha se confirmam na boca. Persiste e bem estruturado. Boa escolha!




31 de agosto de 2013
THEATRO DA VILLA – TIRADENTES

O restaurante Theatro da Villa é um restaurante histórico. O local foi um teatro no passado e o proprietário da casa soube explorar isto. Manteve as características e focou neste tema. De muito bom gosto, a casa é inspiradora. A cardápio segue o estilo “pacote”, muito comum na Europa e EUA: 3 entradas, 3 pratos principais e 3 sobremesas e você deve escolher 1 de cada. Boa comida, mas entendo que falta ousadia e criatividade ao Chef da casa. Os pratos são saborosos mas sem nenhuma surpresa. Se somarmos estes fatos aos preços teremos a certeza de que os sabores nao compensam. Foram R$600!!! Valor muito alto para os pratos simples que foram servidos. Talvez por $250 teria ficado feliz.

20130831-091110.jpg

Como nao podia deixar de ser sempre precisamos de uma vinho para fazer o jantar completo. Desta vez a escolha foi pelo Villa Erbice Valpolicella Superiore DOC Ripasso. Um vinho encorpado feitos das tradicionais uvas da região: Molinara, Corvina e Rondinella. De cor vermelha intensa apresenta aromas de cereja com toques de baunilha. Na boca bastante balsâmico. Um vinho de grande presença.

20130831-091216.jpg




31 de agosto de 2013
BAR DE OSTRAS – TIRADENTES

 20130831-005615.jpg

A Pousada Solar da Ponte em Tiradentes montou para o Festival de Cultura e Gastronomia o Bar de Ostras e, sem dúvidas, esteve entre os destaques do Festival. Comandado pelo Chef Décio Ventura, nao poupou criatividade para servir os exigentes degustadores que passam por ali. Cheio de ousadia, o Chef montou uma grande variedade de pratos baseados em ostras que surpreendeu o público. Pra mim, o destaque foram as ostras com queijo brie e pistache que mostrou uma harmonização perfeita, mas as ostras a escabeche também nao deixam a desejar. Assim como o risoto de ostras que tinha uma base perfeita e grandes sabores.
O local do evento foi outro destaque. Construído pelo Ted, proprietário do Solar da Ponte, se mostrou perfeito para o evento. Aconchegante, moderno e de grande integração entre a cozinha e o público. De muito bom gosto, o lugar é perfeito.

 

20130831-005457.jpg 20130831-005630.jpg 20130831-005646.jpg

 

A harmonização das ostras foi feita com espumantes. O espanhol Cava Don Román Rosé Brut e o francês Domaine Collin Cremant de Limoux Brut. O espanhol trás aromas de frutas vermelhas maduras. Levemente seco e de boa perlage. Bastante frutado e persistente. Já o francês era bem seco e com gostos e aromas de amêndoas e nozes. Persistente e de ótima perlage. Ambos, embora um pouco distintos, desempenharam seus papéis para acompanhar as ostras preparadas elo Chef.

De verdade, foi uma excelente escolha. Maravilhosa!!!

 

20130831-005745.jpg20130831-010005.jpg20130831-005900.jpg20130831-005919.jpg20130831-005838.jpg